02 – beaglebone black características técnicas

beaglebone

Esse post não tem o propósito de fechar o assunto e nem ser um comparativo entre as diversas plataformas disponíveis principalmente a popular Raspberry Pi. Isso se justifica pelo fato dessas plataformas serem genéricas o suficiente para uma ampla gama de projetos que vão de um media center ao controle de motores em um robô. Então vai aí uma lista de características obtidas em um breve levantamento.

  • É de fato uma placa com hardware e software aberto. No  wiki do projeto é possível obter esquemáticos, layout da placa e todo código fonte. Isso ajuda o projetista que por exemplo quer projetar uma versão minima com processador e memória para uso em um sistema embarcado.
  • Sobre o processador um dos elementos fundamentais da plataforma:  a Beaglebone utiliza o TI Sitara AM3359 ARM Cortex A8 com clock de 1Ghz.  Um fato  bastante relevante é a arquitetura desse processador baseado no conjunto de instruções instruções ARMv7 projetada para oferecer  maior desempenho, grande parte dos sistemas operacionais estão migrando para  ARMv7 e deixando de dar suporte ao ARMv6. Para comparar a Raspberry Pi tem o processador com clock de 700 Mhz (pode ser aumentado com overclock) e conjunto de instruções ARMv6.
  • Do ponto de vista de acesso aos pinos a BeagleBone tem 92 pinos organizados em dois grupos de 46 sendo contendo: 3 I2C, CAN, SPI, 4 timers, 5 portas seriais, 65 pinos GPIO, 8 PWM e 7 ADC de 12 bits. É um numero bem maior se comparado aos 26 pinos da Raspberry Pi.  A quantidade de pinos é importante para projetos de automação como robótica, domótica, entre outros.
  • O sistema operacional da Beaglebone é carregado em memoria flash onboard mais rápida e confiável dispensandoo cartão de memória SD.  Para atualização um slot de cartão SD simplifica o processo.
  • Se o seu projeto envolve processamento gráfico em HD, renderização 3D a Beaglebone não é a melhor escolha, nesse cenário a Raspberry Pi é superior.

No geral são esses pontos que obtive a partir de alguma pesquisa na rede. Ainda quero olhar com cuidado a questão de consumo que pode variar bastante de acordo com a aplicação e periféricos em uso, consumo de energia é um fato importante quando se pensa em um sistema embarcado.

Referências:

Anúncios
Esse post foi publicado em beagleboard. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s